sábado, 7 de janeiro de 2012

Vitória dura, vamos a mais uma final.

Quem viu viu, quem não viu, perdeu. Hoje torrei minha cabeça ,meus braços e só não torrei minhas pernas porque cobri com um toalha. Sol infernal, mas valeu a pena. Um belo jogo de tênis , mais belo ainda pois Gastão venceu. Federico Delbonis foi um adversário duríssimo, sem duvida o jogo mais complicado até o momento. Começou jogando  muito bem, virando rápido com seu forehand e raramente deixando a bola curta para Gastão atacar. Um game mal jogado e Gastão levou a quebra. Sacando bem ,o argentino fechou o primeiro set. A partir deste momento começou um outro jogo, Gastão já conseguia alongar mais as bolas e comandava mais os pontos, partida igual , chances um pouco maiores para Gastão. Eu havia escrito no dia anterior que quando aumenta o nível do jogo, um erro pode ser fatal, ainda bem que quem cometeu esse erro foi o tenista argentino. O jogo estava  6/5 para Gastão no segundo set, vantagem para Dellbonis fechar seu serviço e levar o set para o tie break. Vou tentar descrever a jogada, saque bem aberto do argentino , Gastão se estica todo para devolver, a bola sai altinha grudada na rede, fácil para matar, ai veio a genial idéia de dar uma curta no lugar de um smash, Gastão liga o turbo, sai correndo como uma besta, ao chegar na bola usa o ABS e com um belo toque , executa um lob, Dellbonis corre, e devolve na mão de Gastão. Moralmente matou o argentino. Gastão fez o ponto seguinte, e depois de mais um erro do tenista argentino, fecha o segundo set igualando a partida. Depois veio o terceiro e derradeiro set. Um primeiro game importantissimo, com algumas vantagens para Dellbonis, mas com muita segurança e calma , Gastão fecha o seu serviço. Depois os dois jogadores deram um belo espetáculo, grandes jogadas e muita garra. Gastão mostrou mais uma vez um coração enorme e muita determinação, requezitos necessários para um campeão. Depois de quase duas horas e meia, vitória merecida. Agora a final, outro jogo duro contra o brasileiro Thiago Alves, jogador experiente, mas como estou cansado, este assunto fica para amanhã.       

7 comentários:

  1. Jaime, me lembro de ter te encontrado na etapa do Paraguai da Copa Petrobras, em 2010. Você estava começando a trabalhar com o Gastão, tenista que eu confesso que naquela época nunca tinha ouvido falar. Na ocasião ele estava fora dos 700 primeiros do ranking. Mas você apostou no Gastão. Hoje, pouco mais de um ano depois, ele vai caminhando firme para se meter nos top 100, numa subida impressionante. Sua aposta foi certíssima, mas muito deste sucesso com certeza se deve ao seu trabalho. Parabéns e um grande abraço a vocês dois.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Rui, me lembro bem desta etapa, foram momentos duros mas de muito aprendizado..abraço

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Rui, me lembro bem desta etapa, foram momentos duros mas de muito aprendizado..abraço

    ResponderExcluir
  4. José Costa - Ramada8 de janeiro de 2012 02:32

    Fantástico jogo, espero que o Gastão tenha descansado bem para hoje. Cá estaremos todos para ver e apoiar a Dupla Diabólica! Grande 2012 se começa a desenhar...
    Abr

    ResponderExcluir
  5. Oi teacher hoje com certeza vamos assistir o jogo do Gastao,peninha que nao vi esse jogao mas voce descreveu tao bem que deu pra curtir hehehe, hoje com certeza nao perco a final, vi que vao transmitir as 11,entao, Bom jogo pra voces ,e muita garra pro Gastao. Beijos

    ResponderExcluir
  6. Bom jogo, podia ter caido para os 2 lados. Qual é o próximo? Honolulu? Bucaramanga?

    ResponderExcluir
  7. Jogão. Senti a apatia do Gastão no começo mesmo.... vibrou pouco. A Luciana (minha esposa) disse: é por que ele é novinho.... Mas foram ótimas jogadas dele. Confesso que é um pouco estranho torcer contra um brasileiro, mas já acostumamos.
    Forte abraço!
    Fabio Fagundes

    ResponderExcluir

comente