terça-feira, 19 de abril de 2011

Centro de treinamento em Lisboa

Hoje mais um dia de treino. Fomos a Lisboa onde haviamos combinado de treinar com Pedro Sousa, tenista local e que também jogará o Estoril Open. Encontrei meu amigo Bernardo Motta que, depois de algum tempo treinando Rui Machado, agora está treinando Pedro. Depois de dois períodos de quadra Gastão foi fazer seu trabalho físico. Foi quando me deparei com um lugar maravilhoso que me fez sentir uma inveja enorme dos portugueses. Um centro de treinamento construido todo com dinheiro do Governo. Todo atleta de alto rendimento de qualquer modalidade pode usufruir do espaço. Ele simplesmente se indentifica perante sua federação, é feita uma carteirinha, inclusive seu preparador físico e seu treinador podem usar o espaço. Não existe custo nenhum. Um lugar com instalações super modernas com, sala de fitness, um complexo aquatico espetacular, pista de atletismo com um sistema ultra moderno no piso que é capaz de medir anvelocidade do atleta a cada dez metros,uma sala onde eles simulam o treino em altitude, campos de rugby, futebol e mais outras coisas que nem me lembro mais. O mais impressionante é o sistema que permite a todos usarem isso sem custo nenhum. Eu mesmo cheguei com Gastão e ele apresentou sua carteirinha, disse para a moça que trabalhava na sala de fitness que eu era seu treinador, ela simplesmente pediu para que depois de usar a sala eu fosse fazer minha carteira. Cassiano já tinha sua carteira feita da ultima vez que veio, entrou e deu seu treino a Gastão. Encontramos outros atletas de diferentes modalidades treinando no local. A pergunta é, porque não temos isso em nosso país? Eu quando estou com Gastão no Brasil se não estou em minha Academia em Valinhos , para treinar em outro lugar é um martírio, só falta pedir autorização para o Papa para entrar em determinados lugares, condicionado a uma determinada hora e em alguma quadra escondida para não reclamarem. Realmente estamos muito atrasados, isso é muito triste. Um país tão grande e cheio de talentos individuais para serem explorados e pouca coisa é feita. Vocês não imaginam a frustação que se sente quando vejo algo assim. Enfim... 
Após um longo dia de treino voltamos a casa e sorte que não tenho tendência para engordar, pois a comida que os pais do Gastão preparam é espetacular. Tenho comido a cada dia um prato diferente e todos maravilhosos, pena que não guardo o nome de nenhum. Vou começar a marcar os nomes para poder contar. Acho que vou sair daqui rolando....o comida gostosa..  

video

7 comentários:

  1. Jaime, voçê começa a conhecer as coisas boas de Portugal como a comida e as paisagens. Voçê nunca jogou o Estoril Open?
    Boa sorte, seja no qualy ou diretamente como WC.

    ResponderExcluir
  2. Jaime,

    O mais engraçado é que aqui em Portugal, todos reclamamos que não temos condições e que no estrangeiro é que é bom.

    Obrigado por ajudar a abrir os nossos olhos.

    Um abraço,

    Pedro Barata

    ResponderExcluir
  3. Duvido vc. engordar.Pago para ver.Estamos ansiosos para saber se Gastão receba convite para o Estoril Open. CONTINUAMOS TORCENDO.EDUARDO

    ResponderExcluir
  4. Pois é Jaime, estamos sempre a "chorar" e afinal ... confirma-se o que falta: ATITUDE !
    Provavelmente haverá que jogar Quali, sempre dificil mas também a melhor rodagem para o quadro principal.
    Quais os principais aspectos que vc considera que têm que ser adaptados quando se passa de piso rapido para terra batida ?
    Espero que a preparação siga pelo melhor e o Gastão tenha oportunidade de se apresentar em grande. Por precaução coloca-o para dormir numa cama de pregos ...
    Vou ter que sair de Lisboa e não posso estar no Jamor mas fico a torcer para que saiam bons encontros e se possivel melhores resultados.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. grande Dupla, é com bons olhos que vejo que não abandonam o blog...quanto ao complexo do jamor, é muito recente e ainda não houve tempo para tirar proveitos de tão boas condições de treino, espero que ajude atletas portugueses para o presente e para o futuro...tenho pena que o jaime não tenha tempo para conhecer o porto e o norte que é muito bonito e come-se muito bem...vamos ao trabalho Dupla para fazer-mos uma gracinha no estoril open onde o gastão gostará de ganhar uns joguinhos de certeza. Força Dupla Maravilha! Abraços Bruno Oliveira porto portugal

    ResponderExcluir
  6. Oi Pedro, obrigado por sempre estar acompanhando o Blog. Respondendo sua pergunta sobre a adaptação para o saibro, é importante o jogador perceber que no saibro os ponto são mais longos e que exige um melhor trabalho nos pontos. Treinar um pouco de bolas mais altas também ajuda , já que no saibro nem sempre o melhor é se bater reto. Ha que se ter bastante paciência para atacar nos momentos certos. Nada como duas semanas de treino para se estar bem...abraço

    ResponderExcluir
  7. blog muitoo fixe PORTUGAL ROCKS x)

    ResponderExcluir

comente